Migração para TV digital do Brasil vira modelo para outros países

//Migração para TV digital do Brasil vira modelo para outros países

Migração para TV digital do Brasil vira modelo para outros países

Se você ainda está assistindo televisão pelo sinal analógico, certamente já está se preparando para aderir ao sinal digital ao longo dos próximos meses. Em junho de 2014 o Ministério das Comunicações determinou o desligamento do sinal analógico progressivamente, ou seja, cada cidade tem uma data diferente para que isso ocorra. A princípio, a expectativa era de que a mudança fosse concluída no país inteiro em 2018, mas é possível que se estenda um pouco mais. Todo esse processo tem servido de inspiração para outros países, que também pretendem disponibilizar mais qualidade de som e imagem aos seus cidadãos.

No total, a TV digital já está funcionando em quatro capitais brasileiras e deve chegar a Salvador e Fortaleza ainda no mês de setembro. A forma como o Brasil está conduzindo essa mudança despertou o interesse de alguns países latino-americanos e africanos, que almejam fazer o mesmo.

A migração TV digital que está acontecendo por aqui foi motivo da vinda de representantes do Chile, Equador, Costa Rica e Botsuana para Brasília, em busca de informações a respeito do assunto. Essas nações enviaram grupos constituídos por funcionários públicos e empresários do ramo televisivo para entender como funciona toda a logística dessa migração e, de forma especial, como a população carente será atendida, ou seja, como será garantido que pessoas participantes de programas sociais também recebam a antena e o conversor para tv digital.

Na Costa Rica, as transmissões via TV digital já acontecem desde 2010 e a ideia é desligar o sinal analógico na região central do país até o final desse ano. Os responsáveis pela migração TV digital de lá já adotara algumas práticas brasileiras, como por exemplo, a distribuição gratuita de conversores (15 mil famílias serão beneficiadas) e o modelo de antena conhecido como espinha de peixe, que é uma antena externa.

Entre as nações que adotam o sistema nipo-brasileiro de TV digital, o Brasil é a maior, por isso desperta o interesse de quem planeja adotar o mesmo sistema de transmissão. Por aqui, quase três milhões de conversores já foram distribuídos e estima-se que até o final do mês de dezembro 4,3 milhões desses aparelhos tenham sido entregues em mais de 260 municípios espalhados pelas cinco regiões.

A mudança para a TV digital certamente será muito positiva para os brasileiros. Esse sinal, ao contrário do analógico, transmite imagens em uma resolução muito melhor, possibilita que as pessoas assistam aos canais por meios dos seus dispositivos móveis (via 4G) e não tem os famosos “chuviscos”, além de uma série de outras vantagens.

Procure saber quando o sinal analógico será desligado na sua cidade, para que você não corra o risco de ficar sem acesso à programação. Escolha a antena ideal para a sua televisão e verifique se o seu aparelho já possui o conversor digital embutido.  Se não tiver, será necessário providenciar um conversor.

Lembrando que para quem é beneficiário do programa Bolsa Família, conversores serão distribuídos gratuitamente. Até 2023, todos os brasileiros estarão assistindo aos seus programas favoritos com som e imagem de alta qualidade!

By |2019-01-23T19:39:06+00:0013/09/2017|Antenas|0 Comentários

Deixar Um Comentário